Necessidade de Ter Metas

A imprevisibilidade da Vida e a Necessidade de Ter Metas

- Por: Andréa de Paula Santos - Sócia-diretora da Ascend RH

A vida é imprevisível. Todos, indistintamente, podem estar num instante com boa saúde, bem empregados, felizes e, numa fração de segundos, ter seu contexto mudado pelo desemprego, por perdas, acidentes. Obras do acaso sobre as quais não dominamos.

Estabelecer metas para a esfera pessoal e profissional significa criar a possibilidade de lidar de forma efetiva com os recursos que temos e criar alicerces fortes para a realização do futuro desejado , mesmo cientes da imprevisibilidade da vida. É o mesmo que dar significado à vida e não desperdiçá-la. Por recursos, minha proposta é incluir tudo aquilo que nos possibilita realizar anseios: saúde, disposição, tempo, relacionamentos, trabalho, dinheiro, inteligência, vontade, capacidade de aprender, conhecimento, bens materiais, etc.

Metas servem não apenas como guia para gerenciar nossos recursos, como também para definir o nível de esforço a que teremos que nos dispor para alcançá-las. Por exemplo: se minha meta é tornar-me um Presidente de empresa, qual caminho devo percorrer para chegar até lá? Quais serão meus alicerces? Em que áreas devo me desenvolver? Quais assuntos devo estudar? Quais idiomas devo dominar? Quais atitudes pessoais devo aprimorar? Quais prazeres devo sacrificar agora para me dedicar a essa meta? O que aprender mais aonde estou? Estou disposto a pagar o preço para atingir minha meta?

A falta de metas pode nos fazer displicentes quanto ao uso dos recursos que temos e frágeis quanto às ofertas do mundo de fora. Sem metas qualquer pequeno aumento vindo do mercado pode ser um motivo para eu deixar a atual empresa. Sem garantia de felicidade, alguns meses depois parto para uma nova empreitada e caio numa busca interminável, tentativas e erros sem fim. Não tenho uma meta, não estou em paz com os passos que estou tomando, qualquer voz do lado de fora ecoa mais alta do que a minha, fraca e indefinida.

Com metas crio possibilidades, porque deverei construir alicerces. Sem metas sou como folha ao vento e “deixo a vida me levar”. Se eu pegar uma boa rajada de vento, sorte minha, mas e se eu não pegar?

Os grandes sabotadores que impedem a realização das metas são: Falta de foco. Esforço ineficiente. Pensamento caótico.

Com falta de foco a pessoa se distrai com coisas demais e tira a atenção da sua meta. Pode até ficar muito ocupada, mas sem foco.

O esforço ineficiente faz que a pessoa se dedique a supostos alicerces que não vão levá-la ao resultado esperado. O pensamento caótico nada contribui para a pessoa avançar em direção à meta e pode gerar situações que interferem negativamente no processo de construção para chegar à meta.

Metas devem ser estabelecidas com base nos valores pessoais e na missão que cada um estabelece para si. As metas são a própria pessoa, são o que ela quer ser na vida, o legado que ela quer deixar. Metas vindas da alma eu persigo e faço o que for preciso para alcançar.

Agora, metas que estabeleço com base em fatores que não meus valores pessoais, quando me apercebo do nível de sacrifício para chegar até elas, desisto. Porquê? O propulsor para chegar às metas é fraco, não se baseia em motivos reais e valiosos para mim. Na primeira frustração, abro mão de realizá-las.

O que é preciso fazer para que eu não abandone a meta no meio do caminho? É preciso estar certo quanto à meta que quero perseguir. É perguntar-se: quero mesmo estar na cadeira do Presidente e sofrer a pressão que ele sofre por entregar resultados? Estou disposto a sacrificar finais de semana para resolver problemas da empresa? Estou disposto a aprender como me relacionar com pessoas que pensam diferente de mim e gerenciar conflitos? Quero mesmo essa responsabilidade? Isso tem a ver com meus valores? Qual é a minha missão profissional? Quem eu quero, de fato e de verdade, ser? E outras tantas checagens.

Se ao final de um longo diálogo com você mesmo seu coração estiver em paz e ao mesmo tempo animado, desafiado, determinado, é tempo de criar os alicerces.